quarta-feira, 19 de agosto de 2009

CARAVANA DA FRATERNIDADE


“CARAVANA DA FRATERNIDADE” 1950


“Espíritas do Sul do País organizaram um movimento de aproximação a que se deu o nome de ‘Caravana da Fraternidade’...

...com o propósito de visitar todos os Estados do Norte. Principalmente os Estados que ainda não tinham se decidido sobre o Pacto Áureo de 5 de outubro de 1949...

[...] Os caravaneiros - Artur Lins de Vasconcelos, Carlos Jordão da Silva, Francisco Spinelli, Ary Casadio e Leopoldo Machado - levantaram vôo em avião da Aerovias Brasil, a 31 de outubro1. Primeiro, Salvador. [...] De Salvador até o extremo Norte, os caravaneiros visitaram todas as capitais2 e mais Parnaíba, vivendo em todas elas, inesquecíveis programas de intensa vibração doutrinária e fraternal. [...] Lins de Vasconcelos regressou de Recife, sendo substituído pelo irmão pernambucano Luiz Burgos Filho. O médium Ary Casadio voltou de Fortaleza.
Só Leopoldo Machado e Luiz Burgos Filho foram a Manaus3, [...] Em todas as cidades, a Caravana procedeu da maneira seguinte: (I) Conferências culturais para o grande público, que atraíram verdadeiras multidões a elas, tarefa quase que da responsabilidade do prof. Leopoldo Machado; (II) Reuniões de mesa-redonda para reajustamento de pontos de vista de choque, das quais o ideal da unificação sempre saiu vitorioso, por isso que de todas elas foram lavradas as respectivas atas; (III) Visitas de estímulo às instituições espíritas de assistência social; (IV) Programas sociais, organizados pelos irmãos visitados.

A Caravana procurou, assim, colimar vários objetivos, como sejam: a) Maior aproximação dos espiritistas, visionando o ideal de unificação social da Doutrina; b) Propaganda cultural do Espiritismo, no mundo profano; c) Maior estímulo às obras de assistência social inspiradas pela Doutrina; d) Levar ambientação doutrinária aos lares, de vez que os caravaneiros sempre preferiram hospedagem nos lares de irmãos.

A Caravana da Fraternidade dissolveu-se em Belo Horizonte, a 13 de dezembro1, depois de receber, na véspera, em Pedro Leopoldo, pelo médium Francisco Cândido Xavier, mensagens de Emmanuel e Amaral Ornelas, e depois de um belo e grande programa lítero-doutrinário, em que os caravaneiros fizeram o primeiro relato de suas impressões, na sede da União Espírita Mineira”.

1 – Ano de 1950.
2 – Todas as capitais do Nordeste e do Norte, exceção feita aos então quatro Territórios;
3 – Com exceção de Lins de Vasconcelos que retornou de Recife, os demais integrantes foram até Belém do Pará.

(Trechos e informações extraídos de: Machado, L. A Caravana da Fraternidade, Nova Iguassú: Ed. Lar de Jesus, 1954.)

2 comentários:

Super Links disse...

Parabéns pela postagem, como sempre é um excelente artigo. A Internet no Brasil realmente precisa de postagens de qualidade como estas que você está nos oferecendo. Gostaria de lembrar também um outro ótimo agregador de conteúdos que vem se destacando muito, que é o Super Links:
http://www.superlinks.blog.br

Nele todos podem divulgar seus links gratuitamente e receber centenas de visitas diarias.

Absair Narducci disse...

Muitíssimo Obrigado por seu cometário.
Isso me insentiva muito continuar fazendo esse trabalho.Mesmo que a grande maioria não Dê seu devido valor, mas quando uma pessoa que tem bom gosto igual á você deixa seu cometário aqui me deixa muito feliz recompensado.

Muito obrigado pela dica vou me escrever lá no Super Link para que muitos outras pessoas conheça meu trabalho.

Muita paz na sua vida
Que nosso mestre Jesus lhe abencoe sempre.

Absair.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...